sábado, 19 de maio de 2012

* Conheça o Recife - Circuito Iputinga

Hoje, mais um dia pra passear/turistar e aprender no Projeto Conheça o Recife.
O destino de hoje?? O bairro Iputinga, na zona norte da cidade, às margens do rio Capibaribe.

Que por sinal, por onde você anda pelo Recife, você atravessa o Capibaribe!

O rio Capibaribe está pelos 4 quantos da cidade, até se juntar com o rio Beberibe e formar o oceano atlântico!!
rsrs .... piadinha de Recifense!!


Primeira parada:
Igreja Matriz Nossa Senhora da Conceição
Conhecida por sua arquitetura moderna, projetada pelo arquiteto Augusto Reynaldo.


Já é diferente porque você entra pelo "lado" da igreja. A porta fica do lado e não atrás!

Repare no altar à esquerda!




Visão geral. No meio, o altar mor e as duas capelas ao lado.
Nesta igreja foi trazida a arquitetura moderna com seus pilotis, rampas e diversas caracteristicas.

Sem esquecer de falar nos cobogós!
Você sabia??
... que os cobogós são pernambucanos?? Foi criado por 3 arquitetos pernambucanos, e o nome é a junção do sobrenome dos 3:
CO - Coimbra
BO - Boeckmann
- Góis.

Cobogó: blocos de cimento vazado utilizado para ventilação e iluminação nos ambientes. Hoje já é feito de vidro, cerâmica, argila, etc.


Utilização de vitral possibilitando a entrada da iluminação







No interior da igreja, 15 quadros do pintor Queralt Prat que retratam a Via Sacra.

Aí você pergunta: 15 quadros???? Mas a Via Sacra não são 14 paradas???
É justamente a diferença. Aqui é o único lugar que tem 15 paradas. São 15 quadros retratando. E o 15º quadro é este da ressurreição de Jesus Cristo.










Segunda parada:
Casarão do Barbalho

O engraçado é que não se tem muita informação deste casarão. Sua origem é incerta. Nem o nome Barbalho não se sabe ao certo da onde, quem é, quem foi. Nem registros da construção e origem do casarão se tem. Só se sabe que as caracteristicas da construção, é do século XIX.
E dizem que o casarão fazia parte do Engenho Lajes.
Mas a única coisa que eu sei é que eu bem que combinei com o lugar, né???
Me sentindo a própria sinhazinha!! kkkkkk ....




















Hoje em dia funciona aqui a Escola Municipal Casarão do Barbalho.




Terceira parada:
Espaço Cultural da Moeda
Inaugurado em 2008.

Faz parte do projeto Turismo na Comunidade.







Um espaço dedicado a um pouco da história monetária do mundo.


Seu Antônio Vital tinha fixação por moedas.
Aos 7 anos recebeu uma moeda de 20 réis por ter tomado conta de um cavalo por alguns minutos e assim começou sua coleção.

Aqui tem moedas de todos os tipos, tamanhos, nacionalidades, épocas e importâncias.








Tudo revestido com moedas.



Curiosidades:
* reprodução das 30 moedas usadas para comprar Jesus por Judas.
* Daler: uma barra de cobre suíço com 19 kg usada para pagar dívidas contraídas na guerra contra a Dinamarca.





Um tapete com 60 metros feito com cédulas de100 Cruzados.


Seu Antônio Vital também era conhecido como Tio Patinhas.



Todas estas fotos foram tiradas na recepção do Espaço Cultural da Moeda.
Mas a partir daqui não se pode tirar fotos!!

Mas eu conto o que vi lá dentro: painéis, moedas raras e antigas e muiiiiiito dinheiro!!
Tem a moeda CAURI. Sim, aquelas conchinhas que se faz artesanato, que se joga búzios!
Mas no século XVI era usada na África, Ásia e até na Europa. Quanto mais longe da costa, mais valia.
Tem uma informação que na África com 2 Cauris, ou seja, duas conchinhas se comprou uma mulher! 

Quarta parada:
Ateliê do artista Val Bonfim

Ceramista, escultor, pintor


Depois da grande enchente de 1975 no Recife, Val Bonfim criou o movimento Iputinga Bairro dos Artistas para trazer de volta os antigos moradores e artistas. E foi justamento no Casarão do Barbalho que os artistas se juntaram. O Casarão estava em ruínas mas reformaram e se instalaram com seus ateliês.


Quinta parada
Ateliê Corbiniano Lins
























Desenhista, pintor e escultor.
Entre as suas inúmeras esculturas, o destaque é para a forma sinuosa feminina. Certamente, por ter nascido numa família de seis mulheres.





Santo Antônio















                









 (Aqui, os 21 passeios que eu fiz pelo Projeto Conheça o Recife)

Veja aqui - Circuito do Artista Plástico - Parque D. Lindu e Museu do Estado
Veja aqui - Circuito Ilhas do Recife - Igreja Madre de Deus e Casa da Cultura
Veja aqui - Circuito Casa Forte - Museu do Homem do Nordeste
Veja aqui - Circuito Várzea - Instituto Ricardo Brennand
Veja aqui - Circuito Derby - Praça do Derby e Igreja de Santo Antônio
Veja aqui - Circuito dos Fortes - Forte do Brum e Sítio da Trindade
Veja aqui - Circuito Brasil Holandês - Praça de Casa Forte e Monte dos Guararapes
Veja aqui - Circuito Poço da Panela - Museu Murillo La Greca e Poço da Panela
Veja aqui - Circuito Ares Franceses na cidade- Teatro de Santa Isabel e Mercado de São José
10 Veja aqui - Circuito Influência Inglesa no Recife - Cemitério dos ingleses e Caxangá Golf Clube
11 Veja aqui - Circuito Apipucos - Casa/Museu Gilberto Freyre
12 Veja aqui - Circuito do Carnaval - Sede do Galo da Madrugada, Exposição de Estandartes de Maracatu, Escola de Samba Gigante do Samba e Encontro de Blocos Líricos. 
13 Veja aqui - Circuito Bairro do Pina -Igreja Nossa Senhora do Rosário, Teatro Barreto Junior e Aeroclube de Pernambuco
14 Veja aqui - Circuito dos Pátios - Pátio do Sebo, Pátio do Carmo, Pátio de São Pedro e Pátio de Santa Cruz. 
15 Veja aqui - Circuito da Várzea - Oficina Brennand, Igreja Nossa Senhora do Rosário, Igreja do Livramento.
16 Veja aqui - Circuito Iputinga - Igreja Nossa Senhora da Conceição, Espaço cultural da Moeda, Casarão do Barbalho, Ateliê de Val Bonfim e Atelier de Corbiniano.
17 Veja aqui - Circuito Zona Norte - Pedalando
18 Veja aqui - Circuito Imbiribeira - Pedalando
19 Veja aqui - Circuito Cinema e Arte - Cinema São Luiz
20 Veja aqui - Circuito Recife Década de 40 - Museu da Cidade do Recife
21 Veja aqui - Circuito Samba e Maracatu - Escola de Samba Gigante do Samba, Maracatu Estrela Brilhante



BannerFans.com